quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Television-Head.

Falava que era possível um ataque americano ao Iraque, mas, ninguém acreditou nele. Mencionava que o adoçante era calórico, que a margarina era mais saudável, comparada a manteiga. Enfim, ninguém levava a sério o que ele dizia. Até que, em uma reportagem no jornal do horário nobre, deram-se as tais notícias. Foi à mesma coisa sobre o leite integral, sobre o santo daime, o homem na lua, a morte da princesa, a crise econômica, entre outros fatos. Tudo que ele falava, não era creditado. Vinha à televisão e todos, eu disse todos, acreditavam nela. A piada da TV era sem graça, mas, as pessoas estavam predispostas a rir. Essas coisas só aconteciam com ele. Era uma relação de amor e ódio. Depois desses e outros acontecimentos, ele percebeu que a TV tinha mais credibilidade que suas palavras. Não hesitou e tomou uma atitude radical. Na primeira oportunidade que ele teve, sem titubear, trocou sua cabeça por uma televisão.

8 comentários:

Flantuares disse...

Gostei desse texto. Muito bom!

burns disse...

eu sempre fui mais "radiohead"...

lucca disse...

perfeito. muito bom!
muito impactante e altamente crítico. sem palavras, thiago!

Jefferson disse...

salve camarada, bom texto cara...
parabens.
abraço

vicente cortello disse...

perfeito, perfeito.

Erika Sodré disse...

*quando eu crescer...quero escrever assim...

Greta Poltronieri disse...

sensacional!!!!

Bruno Vasco disse...

"Trocou sua cabeça por uma televisão."
Tem um efeito incrível essa frase.

Piadinha bem colocada essa do Burns!