terça-feira, 2 de setembro de 2008

Alegorias sem alegrias.

Nunca espere reconhecimento em vida.
Os maiores gênios não ganharam o Nobel.
Em suas estantes, não há nenhum troféu.
Suas glórias, tiveram prestígio depois de suas partidas.
Nunca ouviram aplausos e conviveram com a ingratidão.
Este é o fardo para quem opta por estender a mão.
Eles são gênios e sempre serão.
E para um gênio, o maior prêmio é a solidão.

Um comentário:

Flantuares disse...

Cara, perfeito!
Mário Quintana foi um exemplo disso,não conseguiu ser eleito na ABL, inclusive tempos atrás alguns fãs cogitaram a idéia de agitar um movimento que visava criar a primeira eleição póstuma na ABL, mas desistiram.