quarta-feira, 4 de março de 2009

Julia.

“- Um, dois, três, quatro... Nove, dez! Quem não se escondeu, não se esconde mais. Não vale se esconder atrás”.

Julia, como o nome já diz, esbanja energia. Não gosta de pente. Recentemente, perdeu um dente da frente. Quando perguntam: - Julia, você gosta de tomar banho? Ela mente.

Brinca com suas bonecas, corre pelas ruas de paralelepípedo em seu bairro, adora visitar sua avó e briga com os meninos que jogam bola no campinho atrás da escola. Realmente, Julia é uma menina contente.

Seus olhos são da cor do céu, pele da cor da lua. Veste-se com longos véus e acha que médico não cura.

Se Julia fosse minha, ela não seria tua. Não faria tranças, brincaria na chuva, seria criança com doce candura. Andaria de bicicleta, acreditaria em Deus, comeria chocolate, geléia e fritura.

Venha cá! Me diz uma coisa, minha cara Julia: - Porque não gosta de seus cabelos?

Seus cabelos são feito fogo, ao sopro do vento arma. Assim, como tua alma, Julia. Que és pura, irradia e acalma.

4 comentários:

burns disse...

Toda rua tem uma "Julia"...

Greta Poltronieri disse...

Você é um escritor.
sem duvida.
Tem estilo, suavidade,ritmo...

Julia era para ser o nome de minha filha:Giulia na verdade.
Mas nos final das contas optei por Raphaela, que um nome que aprecio muito.

As crianças tem uma energia purificadora e revitatizante.
Me sinto honrada por te-las sempre por perto.
Me trazem mais equilibrio.

Creio que um dia teras a sua Julia.

fernanda disse...

Thi, vc sabe como sou suspeita pra comentar esse texto...pq minha Julia é tudo que vc falou e por coincidência ou não odeia o pente...viajei imaginando ela em cada frase!!!
Bjo, Fefe.

regiane disse...

Todas as fases da vida tem que ser aproveitadas e literalmente vividas.Mas essa sem duvida requer um pouco mais de atenção, pois a cada época fica mais diferente a vida de criança ao contrário das outras fases que basicamente são as mesmas responsabilidades(estudos, trabalho, amigos) a criança precisa de uma vida sem preocupações, se sujar, se conhecer, brincar,etc e inocentemente ser feliz.
Excelente texto.