quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Auto-Juízo.

Não condeno o suicídio. Por que você condena?
Uma corda no pescoço, um tiro na cara, um salto no precipício. Pára!
Você tem uma vida regada de cigarro, álcool, drogas e frituras. Isto também é um indício. Loucura!
O que Deus condena? Uma morte instântanea ou uma lenta? Perjura.

2 comentários:

vicente cortello disse...

eu, acho o suicidio uma saída aplicavel.

Greta Poltronieri disse...

Antes ser assassino de si mesmo,do que dos outros...
rsrsrsr